sábado, 25 de maio de 2013

Sobre os Romances Infanto-Juvenis de Fantasia



Em um só post um resumo sobre os livros infanto-juvenis da escritora germano-brasileira C. A. Saltoris que estão a venda agora em ebook!

Banshee - Os Guardiões (Trilogia da Salvação)



Depois de passar milhares de anos lutando contra o filho Sanerán pela posse do Amor e, finalmente, prende-lo no Submundo, os Deuses da Criação descem até Banshee para deixar o sentimento, materializado em unicórnios, sob a guarda do planeta, e desenvolvem o Triângulo de Poder, que reúne a 

Grande Rainha, os tigres guardiões e Udyat, o Olho de Hórus, com intúito de proteger Cillighan de ataques mágicos. Durante séculos Banshee viveu em harmonia, as Grandes Rainhas lideraram pelos anos um exército imbatível e leal, que conseguira manter os unicórnios protegidos da Maleficus Animus, que declarou guerra contra os Catzanien al Pantiê, os Feiticeiros da Luz. 

A guarda real mantinha a guerra sob controle, até que a Grande Rainha Eleanor é seqüestrada e morta, quebrando a força do Triângulo de Poder. O caos domina Banshee, as pequenas rainhas tiram os seus guerreiros das tropas de Cillighan com medo das doenças mágicas incuráveis que, misteriosamente, começam a atingir os povos, já sofridos. Agora, a única maneira de estabilizar a magia branca em Banshee e devolver a esperança dos bansheeanos é trazer de volta a filha de Eleanor, a princesa Brianna, que ao ser coroada rainha, fecharia novamente o triângulo, que representa um alívio e um perigo, já que ele carrega uma maldição. 

Mas, ainda pequena, a moça fora enviada para Terra com dois amigos de sua mãe, para que sua vida fosse poupada até que pudesse ser coroada e, assim, liderar seu planeta na eterna proteção do bem mais precioso de todos e encontrar a Chave, mas a jovem passou a vida inteira sem saber de sua origem e devido a sonhos assustadoramente reais, o idioma estranho que às vezes fala, e as, até então denominadas, alucinações, ela acaba por se convencer de que tem esquizofrenia e leva a sério seu tratamento. 

Retornar a Banshee é um passo apavorante na vida da jovem Brianna. Ela luta para acreditar em seu destino, mas ao mesmo tempo, tem medo de estar sendo enganada pela doença que acredita ter. Em seu mundo, ela precisa aprender a lutar como uma guerreira e reunificar seu reino para reforçar seu exército até a ‘Primeira Grande Batalha da Guerra Final’, tendo que ser treinada pelo belo, misterioso e arrogante capitão Lugh. 

Com bom humor e muito charme, Brianna tenta, em meio a muitas aventuras e segredos, tornar-se a rainha que o seu reino espera que seja, e com coragem arrisca-se em suas viagens e no complexo triângulo amoroso em que se envolve.

Quer saber mais sobre a história? Leia um Pedaço do Prólogo e do Primeiro Capítulo
Também tem curiosidades sobre Banshee Parte 1 e Parte 2 e Parte 3

Compre o ebook de Banshee por menos de R$ 10,00 para o Kindle na Amazon e para o Kobo na loja do Kobo


Não sabe comprar nas lojas virtuais? Veja o tutorial para a Amazon e o tutorial para a loja do Kobo.

Livro das Sombras



Pequena Sinopse: 

França Medieval. A Inquisição anuncia a Caçada às Bruxas. Quatro irmãs tentam sobreviver em um mundo que começa a desaparecer, onde o amor de uma jovem feiticeira e um padre só pode terminar em tragédia. 

Saiba mais sobre o romance lendo o Prólogo e no Google Books.

Livro das Sombras ficou em 12. lugar dos 100 livros mais baixados na amazon e já conta como livro relevante que fala sobre bruxas. Garanta o seu por menos de R$ 10,00 para o Kindle na Amazon e para o Kobo na loja do Kobo

E um segredo: Banshee e Livro das Sombras têm uma ligação direta um com o outro. 

Livro das Sombras na loja do Kobo

Livro das Sombras para leitores na Alemanha agora em livro físico:

Pela epubli
Pela amazon


Não sabe comprar nas lojas virtuais? Veja o tutorial para a Amazon e o tutorial para a loja do Kobo.


Boa leitura!

Como Comprar pela Loja do Kobo


Olá a todos!

Agora que os meus e-books também estão a venda na loja do Kobo, eu resolvi fazer um passo a passo de como comprar lá também para facilitar para galera. Assim como o Kindle da Amazon, o eReader Kobo também possui um aplicativo que permite a leitura de ebooks no PC, iPhone, Android ou Tablet.

Então vamos lá!

Entre na loja do kobo: http://ptbr.kobobooks.com/.

Primeiro é preciso fazer o registro.



Você receberá uma notificação por e-mail para confirmar seu registro. Feito isso, faça o login, clicando em Iniciar Sessão. Agora você tem uma conta na loja do Kobo.

Feito isso é preciso configurar as suas informações de conta. Para isso, clique A Minha Conta, na parte de cima da página. 



Uma caixa se abrirá e você poderá inserir suas Definições de Conta, Informações de Pagamento, etc. 

Uma vantagem do Kobo sobre o Kindle é que na loja do Kobo você também pode fazer o pagamento com os dados do seu cartão de débito. (E você pode baixar um algumas páginas do livro pelo qual se interessa para ver se quer lê-lo por inteiro. Essa opção é bem bacana.) 





Feito isso você já pode fazer compras na loja do Kobo! 

Clicando em Aplicações Gratuitas na barra azul, você verá as instruções de como baixar o aplicativo do Kobo para quem não tem um eReader. :-)


Assim como o aplicativo do Kindle, o do Kobo também pode ser baixado direto na loja do iTunes.

Saiba também como comprar pela Amazon clicando aqui.

E aqui estão os links da loja do Kobo para a compra de:

Banshee - Os Guardiões

Saiba mais sobre o romance clicando aqui. 

Livro das Sombras

Saiba mais sobre o romance clicando aqui.

 Espero ter ajudado.

Boa leitura e bom fim de semana.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Último dia da Promoção de Livro das Sombras e Mais


Bom gente, é isso aí! Hojé é o último dia para baixar o romance "Livro das Sombras" gratuitamente. Clique aqui para detalhes sobre o romance e sobre a promoção!

Primeiramente, eu gostaria de agradecer a todos os meus leitores (olha, dá um orgulhinho falar isso hehe). A todos vocês que deixaram recados aqui no blog ou curtem a minha página no Facebook Saltoris Atual ou me seguem no Twitter @SaltorisAtual. Muito, muito obrigada mesmo! Vocês colocaram Livro das Sombras no 12. lugar dos 100 livros mais baixados em 4 dias! Vocês são os melhores! *-*

Eu espero que a leitura os agrade e eu possa contar com vocês na minha lista de leitores, sempre. :-)

Para quem quiser conhecer meus outros trabalhos aqui estão:

Banhsee - Os Guardiões, livro de fantasia, primeiro da Trilogia da Salvação. Banshee não está mais na promoção, mas pode ser comprado em ebook pela Amazon ou pela loja do Kobo por R$6,31!

Não sabe comprar pela Amazon? Fizemos um tutorial. Clique aqui para vê-lo.

Confira também Curiosidades sobre Banshee Parte 1 e Parte 2!

E o infantil A Lágrima do Dragão de Gelo que no momento está fora de circulação, porque está recebendo ilustrações mais que fofas. Confira!

Desejo a todos uma boa leitura e voltem sempre!

Bom fim de semana!




quarta-feira, 22 de maio de 2013

Curiosidades sobre Banshee - Os Guardiões - Parte 2

Mais curiosidades sobre a Trilogia para vocês!


O castelo de Cillighan



O castelo da Grande Rainha em Cillighan foi inspirado no belíssimo castelo de Chambord, na França.



Pégasus (Pégaso)



Pégaso é um cavalo alado símbolo da imortalidade. Sua figura é originária da mitologia grega, presente no mito de Perseu e Medusa. Em Banshee ele é o fiel escudeiro e melhor amigo da princesa Brianna.



Mapinguary 





Mapinguari (ou Mapinguary) seria uma criatura coberta de um longo pêlo marrom avermelhado vivendo na Floresta Amazônica. Segundo povos nativos, ao perceber a presença humana, fica de pé (possivelmente pronto para o combate ou para a fuga) e alcança facilmente dois metros de altura.
Em Banshee o Mapinguary é exatamente o mesmo descrito nas lendas amazônicas e vive na Floresta dos Sete Demônios.

"– Um Mapinguary! – exclamou Brianna, perplexa, olhando para cima.
 – Você já viu um desses? 
 – Na verdade eu já li. Eles constam nas lendas amazônicas do Brasil. Inacreditável que sejam reais. 
– E o que diabos é esse lugar para ter um bicho desses dentro?"


Livro das Sombras



Exatamente isso! Banshee e Livro das Sombras tem uma ligação direta. Quer saber qual? É preciso lê-los! 

Cada um dos ebooks custa menos de R$10,00 :-)

Sinopse de Banshee - Os Guardiões

Compre Banshee na loja do Kobo

Compre Banshee na Amazon

Não sabe comprar pela Amazon? Sem problemas, fizemos um tutorial. Clique aqui para vê-lo!

Sinopse de Livro das Sombras Está grátis para download na Amazon até sexta. ;-)

Compre Livro das Sombras na loja do Kobo

Compre Livro das Sombras na Amazon


Boa leitura.

Mais Possibilidades de Compra dos Ebooks!



Olá a todos, 

Primeiramente, eu gostaria de agradecer todos os comentários aqui postados. Fico feliz demais em saber que tanto o meu blog, quanto as minhas histórias e até mesmo a minha iniciativa de promoção têm agradado a vocês. 

Obrigada mesmo! Graças a vocês Livro das Sombras está entre os 30 ebooks grátis mais baixados de 100! Isso em dois dias! 


Agora uma novidade!


Os livros também estão disponíveis na loja do eReader Kobo. O aplicativo do Kobo, assim como o do Kindle pode ser baixado para Android, iPhone, iPad, etc. 

Por enquanto só Banshee, mas Livro das Sombras também estará disponível nos próximos dias! E eu espero que A Lágrima do Dragão de Gelo também possa entrar na dança até o fim do mês - com ilustrações!


Links para a compra: 




Boa leitura!


segunda-feira, 20 de maio de 2013

Prólogo de "Livro das Sombras"


SINOPSE:

França Medieval. A Inquisição anuncia a Caçada às Bruxas. Quatro irmãs tentam sobreviver em um mundo que começa a desaparecer, onde o amor de uma jovem feiticeira e um padre só pode terminar em tragédia.

Aqui o prólogo de "Livro das Sombras" para quem quer saber um pouco mais sobre o romance: 



LIVRO MÁGICO

 “Tudo começou por volta de 1233, pelo papa Gregório IX com os próprios monges. Depois com o papa Inocêncio III.

A soberania da Igreja Católica já estava sendo questionada e declinava junto com o sistema feudal. Os camponeses revoltavam-se em disputas religiosas. Até que por volta de 1484 a Bruxaria foi declarada, pelo papa Inocêncio VIII, como uma grave heresia, como passou a ser chamada a nossa crença, redigindo uma bula papal que liberava o poder da Igreja contra as pessoas que praticassem Feitiçaria, Magia ou Bruxaria”. 

Com o passar do tempo, a prática da Bruxaria tornou-se uma ilegalidade. Tornou-se ilegal ter crenças religiosas diferentes da declarada, friamente, como oficial.” 

“Queriam a qualquer custo que o Cristianismo substituísse as outras formas de fé, mas a tentativa através da anulação foi inválida. Por toda parte, as pessoas continuavam venerando Deuses e Deusas do paganismo. O método usado pela Igreja fora inútil. Inicia-se assim, uma perseguição sem tamanho e sem fundamento. Somos uma ameaça à poderosa, ambiciosa e nova religião. Somos muito mais antigos... Nem isso respeitaram.” 

“Observo de perto o pavor nos olhos de todo o meu povo, família, amigos... Todos desesperados e escondidos, tendo que ocultar toda uma vida”. 

“Estou sendo obrigada a assistir, sem em nada poder ajudar, ao massacre em “nome do bem” ou seria em nome do poder, disfarçado?” 

“Também estou sendo caçada... Eu mais do que muitos... Quantas vidas humanas banidas pelo Clero corrupto, sedento de controle e doente de espírito! Todas as formas de “heresia” estão sendo “combatidas” como se fossemos um mal. Todos são denunciados e perseguidos. Posso ser a próxima”. 

“Arrancaram-nos de nosso cotidiano ditando regras do que pode se chamar de abuso.” 

“Por que eles estão certos e não nós? Qual é o motivo de tanto ódio? São perguntas sem resposta e, quem sabe, continuarão sem resposta por toda a eternidade.” 

“Julgam-nos como pecadores. Mas quem é que mata em nome do divino? Não somos nós! Isso nunca!” 

“O mal se espalha por terra, céu e mar e já não há como evitar”. 

“O que será de nós? Confesso que tenho medo, não sei o que pode acontecer... Temo por mim, por minhas irmãs... Por toda a verdade que conheço. Será que conseguirão mudar o mundo com tanta brutalidade? Será que essa injustiça desorientada vai redirecionar o pensamento humano? Como estarão as coisas daqui para frente se eles assumirem o controle do planeta? Isso me assusta... O que mais serão capazes de fazer em prol de sua vontade única e absoluta? De agora em diante seremos condenados a viver nas sombras? Não pode ser... Logo nós que só o bem fazemos... Logo nós que só coisas boas desejamos... E vivemos em paz com tudo o que nos foi deixado pelas mãos divinas.” 

“O medo gela minha alma e endurece meu coração, outrora tão cheio de amor. De agora em diante não sei mais o que será de mim ou daqueles que amo...” 

“Não sabemos em quem confiar, a prática tem se tornando lucrativa àqueles que concordassem em nos “entregar”. Fugir... Mas para onde? Atravessar os Pyrénées (Pirineus) e ir para a Espanha? Alpes e ir para a Itália, Alemanha? Loucura... Nos procurariam por toda a Europa.” 

“Deixo então nestas linhas de meu inseparável amigo que também está sofrendo (já que agora vive escondido) todo o meu apavoramento. Sem saber qual será o meu destino... Tudo por um capricho de alguém que chama essa barbárie de “Santa”... Santa Inquisição.” 

 Mascha.



Despertamos seu interesse? Baixe o livro aqui! E também na loja do Kobo

Não sabe comprar pela Amazon? Sem problemas, fizemos um tutorial:

Mas como eu compro pela Amazon? Passo a Passo

Tutorial também para a loja do Kobo!

Agora em livro físico para leitores na Alemanha, mas também pode ser comprado do Brasil pela Livraria Cultura.

Leia também Banshee - Os Guardiões


Livro das Sombras em Promoção




Bom dia,

a pedidos, o romance "Livro das Sombras" também pode ser encontrado como ebook na loja do Kindle na amazon.

Ele está de hoje até sexta-feira, dia 24.05.2013, grátis online. Garanta já o seu. 

MAS ATENÇÃO: "LIVRO DAS SOMBRAS" AINDA ESTÁ EM VERSÃO "CRUA", OU SEJA, ELE NUNCA FOI REVISADO E EDITADO POR UM PROFISSIONAL. 


Pequena Sinopse: 

França Medieval. A Inquisição anuncia a Caçada às Bruxas. Quatro irmãs tentam sobreviver em um mundo que começa a desaparecer, onde o amor de uma jovem feiticeira e um padre só pode terminar em tragédia.


Leia também o prólogo!

Link para a compra:

Livro das Sombras, Amazon

Não sabe comprar pela amazon? Sem problemas, fizemos um titorial!

Mas como eu compro pela Amazon? Passo a passo!

Boa leitura.


domingo, 19 de maio de 2013

Novidade sobre "A Lágrima do Dragão de Gelo"


Bom dia pequenos e grandes leitores de "A Lágrima do Dragão de Gelo",

A promoção acabou, mas nós temos mais novidades!

O livrinho foi retirado de circulação porque estamos fazendo ilustrações. Exatamente, elas estavam fazendo falta! E em breve o ebook estará disponível também na loja do Kobo! Talvez ele também saia como livro físico, mas veremos. :-)

A capa também será nova, já que os desenhos tem que ser do mesmo estilo! Estamos muito ansiosos pela versão com ilustrações! Nossas fofíssimas ilustradoras Rafaela Cerqueira e Kelly Mello estão fazendo os desenhos com muito carinho para vocês.

Espero que vocês gostem. Aqui os primeiros esboços para aumentar a curiosidade. ;-)


Princesa Ciranda





O Vô




O Dragão de Gelo



sábado, 18 de maio de 2013

Curiosidades sobre Banshee - Os Guardiões - Parte 1

Para aqueles que já leram, estão lendo, ou ainda lerão Banshee - Os Guardiões, aqui estão algumas curiosidades e as inspirações que ajudaram a criar alguns personagens. 

Veja também Parte 2 e Parte 3

Os Deuses da Criação

Os Deuses da Criação foram baseados em deuses antigos do paganismo. 

As Rainhas de Banshee 


Aine - A Rainha das Fadas
Aine é uma Deusa primária da Irlanda, soberana da terra e do sol, associada ao Sostício de Verão, que sobreviveu na forma de uma Fada Rainha. Seu nome significa: prazer, alegria, esplendor.
Em Banshee, Aine é a rainha das Fadas e mora em Enisfee com seu povo. 


Hipólita - A Rainha das Amazonas




Na mitologia romana, Hipólita foi uma rainha das amazonas. Ela era filha de Marte e da rainha Otrera. O nono trabalho de Héracles era roubar o cinturão de Hipólita, e para isto ele navegou até o Ponto Euxino, até a cidade de Temiscira, na foz do rio Termodonte, onde ficava o palácio das amazonas. 
Em Banshee, Hipólita é a rainha das Amazonas e mora com seu povo em Moravan. 


Epona - A Rainha dos Equinos


Na religião galo-romana, Epona era uma protetora de cavalos, burros, e mulas. Era particularmente uma deusa da fertilidade, como mostrado pelos atributos dela de uma patera, cornucópia, orelhas de grânulos e a presença de potros em alguma esculturas sugerindo que a deusa e seus cavalos eram líderes de alma na condução ao além-túmulo, em paralelo aos Rhiannon dos Mabinogion. De forma incomum para uma deidade céltica, a maioria das quais eram associadas a localidades específicas, o culto de Epona, "basicamente a única divindade céltica cultuada na própria Roma," foi difundido no Império Romano entre o primeiro e terceiro séculos D.C..
Em Banshee, Epona é a Rainha dos Equinos e mora com seu povo em Suntraí.

Se interessou pela Trilogia? Compre o ebook de Banshee - Os Guardiões na Amazon:


Não sabe comprar pela Amazon? Fizemos um tutorial. É fácil e rápido: 


Banshee - Os Guardiões também na loja do Kobo. Confira o tutorial!

Quer saber mais sobre o livro? Leia:



Um pedaço do prólogo: Mais um pouquinho de Banshee

Ou talvez o primeiro capitulo: Um Pedacinho do Primeiro Capitulo

Veja o Trailer do Livro: Trailer do Livro Banshee - Os Guardiões


Divirta-se! 

Saltoris Atual





sexta-feira, 17 de maio de 2013

Um pedacinho do Primeiro Capítulo



Gostaria de saber um pouco mais sobre Banshee - Os Guardiões? Então dá uma espiadinha no primeiro capítulo:



"Os primeiros raios de sol iluminavam a mansão. Brianna desativou o despertador; já estava de olhos bem abertos muito antes de ele começar a soar. Ela suspirou, a cabeça doía. Levantou-se lentamente, apoiando-se pesadamente no colchão, passou a mão nos cabelos e respirou fundo. Segurou os longos fios escuros e enrolou-os em um nó. A noite havia sido péssima. 

Ela entrou no banheiro iluminado. Era grande, os azulejos largos e brancos ajudavam a clarear o ambiente. Acima da pia um espelho retangular. O balcão estava cheio de cremes e perfumes. Ela olhou-se no espelho: a imagem não era das melhores, os olhos fundos denunciavam a ausência de descanso. Encheu a banheira, abriu as cortinas e entornou na mesma alguns sais de banho que estavam na borda, enquanrto observava o líquido subir. 

Brianna entrou na banheira, a água estava morna, ela esperava poder colocar sua mente em ordem ali dentro, mas a culpa caiu novamente sobre sua cabeça. Agora estava realmente triste, não deveria ter falado daquele jeito. – O que foi que eu fiz? – ela se perguntou, chateada. 

Fechou os olhos. A briga da noite passada passava como um filme por seus olhos. 

– Nada. Não acredito! Não pode ser! – disse Brianna em voz alta, enquanto dava um murro na mesa.

Cleona preparava o jantar e olhava-a de relance.

A moça estava sentada em frente ao laptop, à cabeceira da mesa de frente para ela. A tutora não gostava quando Brianna usava coques. “Com os cabelos soltos você parece muito mais doce”, dizia a mulher sempre. Mas lá estava ela, em seu coque, olhando a tela irritada e apertando os dentes, deixando suas feições duras. Assim ela parecia tão forte, tão sensual, tão mulher. Talvez Iollan tivesse razão, ela tinha mesmo que descobrir a verdade o quanto antes. Mas embora Cleona soubesse da importância de Brianna, o seu egoísmo pessoal impedia-a de contar o que ela já deveria saber há muito tempo. 

A impaciência da moça tirou Cleona de seus pensamentos. Ela balançava a perna velozmente, indicando o nervosismo excessivo. 

– O que tanto você procura, minha flor? – perguntou a mulher calmamente, mexendo o molho na panela. 

– O de sempre. – respondeu Brianna, seca. – A mim mesma. Cleona virou-se para ela, botou uma mão na cintura e com a outra apoiou-se no balcão atrás de si. 

– Não entendi. – disse a mulher, confusa e preocupada. Brianna respirou fundo e mirou Cleona. 

– Há tempos atrás… eu fui a um detetive particular – disse, em desabafo. 

– Você o quê?! – perguntou Iollan, entrando na cozinha pela porta do jardim. Seus olhos fuzilaram Cleona. – Por quê?! – Porque durante toda a minha vida eu venho perguntando a vocês sobre mim! Brianna falava clara e pausadamente. Estava cansada e triste, como se aquela procura por si mesma estivesse sugando todas as suas energias. – Ninguém me explica. Por anos eu aceitei todas as suas desculpas… Mas, se vocês não perceberam, eu não sou mais uma criança, não desejo mais ter pais heróis, quero a verdade, seja lá o que for. A ausência de uma identidade me incomoda. Por isso eu decidi procurar um profissional, alguém que me ajudasse a encontrar algo sobre mim, algo que vocês sabem e me escondem! Alguém que me ajude a descobrir o porquê de eu ser tão rica já me aliviaria muito. Mas... ele não encontrou nada. Absolutamente nada! Miraculosamente eu não me encaixo em nenhuma árvore genealógica do meu sobrenome. Não há primos, tios, avós… Ninguém! Mas, como eu, por motivos óbvios, já imaginava, eu não nasci na Irlanda. 

– Como assim? – perguntou Cleona, demonstrando surpresa. Brianna perdeu a paciência. 

– Olhe para mim! – ela apontou para o cabelo, os olhos e a cor de pele em gestos, que, se não fossem em um momento crítico, seriam cômicos. 

– Você tem a pele clara… 

– Eu sou morena. 

– Morena clara… 

– Cleona! 

– Você pode ser uma mistura, hoje em dia todo mundo é misturado!

– Já chequei. Depois disso eu mandei fazer uma busca na América do Sul. Só respostas negativas até agora. Me sobra ainda o sul da Europa… Mas isso pode demorar anos! Claro, isso considerando cor da pele e situações mais lógicas, porque eu posso ter vindo de qualquer lugar! E é humanamente impossível que eu não tenha nenhum parente, nem hoje nem ontem! Como os meus pais desapareceram no ar? Me diz... Onde está a tumba deles? Eu nem sei em que cemitério eles foram enterrados! Eu começo a me perguntar se há algo de errado com eles. Se foram traficantes, ou quem sabe nem morreram! Me abandonaram simplesmente! 

– Brianna, não é assim tão simples… – disse Cleona tentando explicar, já extremamente nervosa. O cerco se fechava. 

– Ah, não? – Brianna levantou-se. – Então me diga! Porque vocês são as únicas pessoas no mundo inteiro que podem me esclarecer essa história! 

– Eu…

– Vamos lá, Cleona, fale! Eu não sei o porquê disso tudo! Você está vendo que essa coisa toda me destrói e não me diz nada! – Já disse… eu conheci sua mãe… ficamos amigas… Tudo aconteceu muito rápido! – Está vendo! É disso que eu estou falando! Você só usa essas palavras vazias, soltas no ar. Agora eu já nem sei mais! O que houve?! Eu fui seqüestrada, é isso? Você me pegou em algum lugar quando eu ainda era um bebê e existe uma mãe lá fora procurando pela filha desaparecida? – Páre com isso! – dizia Cleona aos prantos. – Eu só queria te proteger! 

– Me proteger de quê? O que pode ser mais cruel do que essa falta de informação? Se eu posso confiar em você, me fale a verdade! 

Cleona sentou-se em uma cadeira, pôs o rosto entre as mãos e começou a chorar. Os soluços soavam alto. Brianna olhou para Iollan, que assistira a tudo sem nada dizer, ele manteve-se calado, ignorando seu olhar sedento por respostas. Ela saiu enfurecida para o quarto.

– Eu poderia ter te defendido, mas você mereceu. Eu sei o quanto você a ama, mas você mereceu. 

Brianna estava arrasada. Levantou. Saiu da banheira desanimada, secou-se e vestiu um roupão branco. Desceu. A escada a levaria a um saguão. O enorme lustre de cristal no hall não deixava dúvidas quanto à posição social daquela “menina”. 

A entrada da cozinha ficava embaixo da escada. Caminhou até lá, onde certamente encontraria seus tutores: Cleona e Iollan. 

Brianna era órfã desde que podia se lembrar, e sempre teve os dois empregados como sua família; por isso a briga com a mulher a machucara tanto. 

A cozinha espaçosa era moderna, e tinha uma porta que levava ao jardim. Cleona preparava chá de erva doce, que a moça tanto gostava. 

– Que horror! – exclamou Cleona ao ver a outra entrar na cozinha, evitando olha-la nos olhos. – Parece um fantasma! 

– Obrigada, agora me sinto bem melhor. – respondeu Brianna, com o humor que lhe era peculiar, buscando coragem para tocar novamente no assunto da noite anterior. 

Iollan entrou na cozinha pela porta do jardim. 

– Minha querida… Você está com cara de quem viu o monstro do armário! – disse ele, tentando amenizar o clima na cozinha. 

Brianna deu um sorriso amarelo. 

– É incrível a capacidade que vocês têm de fazer com que eu me anime! – andou até a geladeira, abriu-a, pegou uma maçã e mordeu. Brianna encostou na porta da geladeira e pousou seu olhar sobre Cleona. A mulher não a fitara em nenhum momento, Brianna estava incomodada e resolveu falar. – Você chorou a noite toda, não é mesmo? Cleona nada disse. – Cleona… Eu… Eu sinto muito. Não queria te machucar. Você tem sido minha mãe por todo esse tempo... – Brianna estava com os olhos cheios d’água. – Mas eu me sinto perdida. A minha vida é tão vazia. O que eu estou fazendo é absolutamente normal. Eu quero ser uma pessoa segura. Você sabe que eu vivo entre realidade e fantasia, lutando para que as minhas alucinações não me levem o juízo. 

– Você anda sonhando novamente? – perguntou Iollan, lançando um olhar indignado para Cleona. Brianna suspirou. 

– Às vezes. Eles não mudam, eu não sei mais o que fazer. Eu já não sei quando estou dormindo ou acordada. Tento me livrar dessas coisas, ocupar a minha mente. Tomo os meus remédios regularmente…

– Você ainda toma? – perguntou Iollan cortando-a. – Eu ja falei… – É, eu sei… mas o Dr. Ackman me disse que eu estava fazendo grandes progressos. Por causa dos medicamentos eu não tenho sonhado com tanta freqüencia... – ela fez uma pausa. – O que eu quero dizer com tudo isso é que acredito que o meu problema é a minha identidade, ou a falta dela. Tenho certeza que a ausência do meu passado influencía. Se eu soubesse da minha história, quem os meus pais foram seria tudo diferente. Sei que eu posso lutar contra essa doença! 

– Nunca mais use essa palavra, Brianna! – disse Iollan, não contendo a pena. – Você não tem nada. 

Os olhos de Brianna brilharam com as lágrimas que trazia presas. A jovem caminhou entristecida até a porta do jardim, respirou fundo e olhou para o céu. 

– Por que é que não chove hoje? Eu precisava tanto que chovesse... – ela fixou o olhar no azul acima de sua cabeça, pareceu entrar em transe. 

– Namtú Êntí! – disse ela sem perceber.

Voltou e sentou-se em uma cadeira. 

– Eu não quero mais ver essas criaturas estranhas. Eu não quero que elas povoem a minha cabeça. Eu quero ficar bem! – Brianna demonstrava fraqueza e imenso pesar. Cleona evitava o olhar de Iollan. Um barulho vindo do céu cortou o silêncio. O trovão veio inesperadamente. – É chuva! – disse Brianna sorrindo. – Inacreditável! A chuva caiu pesada, Brianna pegou o chá e correu para o telefone. 

– Até quando ela vai ficar controlando as coisas? – perguntou Cleona. Iollan balançou a cabeça negativamente para ela. Brianna subia a escadaria com o telefone sem fio na mão. 

 – Alô? Anelise? Brianna. Você viu que chuva? Aquela aula ao ar livre com certeza não vai rolar. Tô ligando pra dizer que não vou à Universidade. Não, não tenho pesquisas pra fazer. Certo. Tchau.

– Você entende agora? – disse Iollan irritado, quase num sussuro. Cleona debruçou-se na pia. – É isso que você quer? Que ela continue a achar que é doente? Ou, melhor ainda... – disse ele, com sarcasmo – Que ela acabe se perdendo em uma dessas viagens mentais e nunca mais volte? Você ainda se lembra do que aconteceu há um mês? A mulher estava calada, mergulhada em pensamentos. Claro que ela se lembrava. Aliás, jamais se esqueceria:"

Não sabe comprar pela Amazon? Sem problemas, fizemos um tutorial:

Mas como eu compro pela Amazon? Passo a Passo!

Não conhece Banshee - Os Guardiões?

Leia a sinopse: Mas o que é Banshee?

Leia um pedaço do prólogo: Um pedacinho do prólogo

Ou veja o Trailer: Trailer do Livro Banshee - Os Guardiões

Para comprar o ebook, clique aqui.  Banshee - Os Guardiões



A Promoção está acabando...


Olá, pessoal,

Amanhã, dia 18.05.2013  acaba a promoção na Amazon.

Então, quem ainda não baixou o seu ebook do infanto-juvenil "Banshee - Os Guardiões" ou do infantil "A Lágrima do Dragão de Gelo" GRÁTIS na Amazon, a hora é agora!

Não sabe comprar pela Amazon? Sem problemas, fizemos um tutorial:

Mas como eu compro pela Amazon? Passo a Passo!


Não conhece Banshee - Os Guardiões?

Leia a sinopse: Mas o que é Banshee?

Ou veja o Trailer: Trailer do Livro Banshee - Os Guardiões

Baixe o seu aqui: Amazon Kindle Store: Banshee - Os Guardiões


E A Lágrima do Dragão de Gelo? Também não?

Leia a sinopse: A Lágrima do Dragão de Gelo

Baixe o seu aqui: Amazon Kindle Store: A Lágrima do Dragão de Gelo

Quer saber mais sobre a escritora C. A. Saltoris? Clique aqui: Quem é C. A. Saltoris?

Bom início de fim de semana a todos!

terça-feira, 14 de maio de 2013

Quem é C. A. Saltoris?





C. A. Saltoris é o pseudônimo de uma atriz e jornalista germano-brasileira.

C. A. Saltoris é natural do Rio de Janeiro e mora na Alemanha há muitos anos. Em seu novo país ela seguiu carreira e hoje faz parte da Associação de Jornalistas da Alemanha (DJV). Como jornalista ela escreveu para diversas resvistas e portais online. 

Como atriz C. A. Saltoris atua em peças de teatro e filmes e seriados de televisão, assim como em musicais. 

No Brasil, a autora já venceu dois prêmios literários, um de poesia e um de teatro. 

Seus livros infantis já são comercializados na Alemanha e agora ela resolveu, por incentivo de amigos, pôr suas obras a disposição de seus conterrâneos como ebooks pela Amazon. 

Ainda não há previsão de que os livros sejam vendidos em forma física e em livrarias, mas assim que tivermos mais informações, avisaremos aqui.

Aproveite a promoção e baixe os livros gratuitamente na amazon::

Banshee - Os Guardiões
Trailer do livro pra quem não viu: Trailer do Livro Banshee - Os Guardiões
Sinopse para quem não conhece o livro de fantasia: Mas o que é Banshee?

A Lágrima do Dragão de Gelo
Sinopse para quem não conhece o infantil: A Lágrima do Dragão de Gelo

Não sabe como usar a loja online Amazon? Aqui nós explicamos tudo passo a passo:

Mas como eu compro pela Amazon? Passo a passo!

Não se esqueça de curtir nossa página no Facebook: Saltoris Atual e de nos seguir no Twitter: @SaltorisAtual.


Um abraço a todos! :-)

<a href="http://www.hypersmash.com">Hypersmash.com</a>

Mas como eu compro pela Amazon? Passo a Passo!

Olá pessoal,

eu recebi alguns recadinhos de gente perguntando como faz para baixar os e-books pela Amazon. 

Como a amazon.com.br é nova, eu resolvi fazer um passo a passo para quem nunca fez compras pela loja virtual. :-)

Vamos lá:

       1. Você entra no site http://www.amazon.com.br/  se tiver uma conta, faça o seu login.
       Caso você ainda não tenha uma conta na loja, é só fazer uma. É rapidinho e não custa nada. A opção de fazer uma conta fica logo à direita da tela. É só clicar em na setinha ao lado de "Olá, Efetue login/ Sua conta".
  
 


   Uma caixa se abrirá para que você informe seus dados:



É só criar sua conta! Feito! :-)


      2. Agora você já é cliente da amazon e pode fazer compras na loja! Para baixar um artigo, por exemplo o e-book de Banshee - Os Guardiões ou A Lágrima do Dragão de Gelo, é só digitar o nome do artigo na barra branca e mandar buscar, ou, simplesmente apertar o enter no seu teclado.  Pronto, você achou o livro. Mas não tem um Kindle (Reader para e-book da amazon), isso também não é problema! Você pode baixar o aplicativo do Kindle para PC, Andoid ou iPhone. 



A própria Amazon dá um passo a passo para baixar o programa do Kindle seja para iPhone, Android ou PC. 

    Feito isso é só clicar em "Compre agora com 1-Clique" na caixinha verde e baixar o seu livro. O aviso de que o artigo chegou, você recebe através de e-mail, no endereço cadastrado na Amazon.

Quem tem um iPhone pode baixar o aplicativo do Kindle diretamente pela Apple Store. É grátis.

Não se esqueça: Os e-books da C. A. Saltoris ainda estão em promoção. Garanta já o seu, completamente grátis até sábado dia 18.05.2013!  :-)

Links para os livros:

Livro das Sombras (Saiba mais sobre o livro clicando aqui!)

Banshee - Os Guardiões (Saiba mais sobre o livro clicando aqui!)

Obs: Para comprar artigos na amazon é necessário um cartão de crédito. Eu, pessoalmente, sou cliente da Amazon há tempo suficiente para garantir a segurança na loja virtual. 


Esperamos ter ajudado. 

Se houver perguntas, entre em contato conosco aqui pelos comentários, e nós do Saltoris Atual o ajudaremos.

Não se esqueça de curtir a nossa página no Facebook Saltoris Atual e nos seguir no Twitter @SaltorisAtual

Abraços a todos! 









PROMOÇÃO! DOIS LIVROS GRÁTIS PELA AMAZON!


Bom dia,

Nós prometemos e cumprimos! A Lágrima do Dragão de Gelo e Banshee - Os Guardiões podem ser adquiridos de hoje, 14.05.2013 até sábado 18.05.2013 GRATUITAMENTE pela Amazon (http://www.amazon.com.br/). 

Não há necessidade de usar seu cartão de crédito. Simplesmente abra uma conta gratuitamente na amazon e  receba seu e-book na versão Android, Kindle, PC e iPhone!

Link para a compra:



Não sabe comprar pela Amazon? Fizemos um Tutorial! :-)
Mas como eu compro pela Amazon? Passo a Passo!

Divirtam-se!

Saltoris Atual

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Você já viu o Vento?

        


Chegando ao Brasil de avião eu me deparei com uma imagem nova, intrigante... eu vi o vento. Ele batia na quina da asa e voava por cima dela, e com a luz do sol refletida eu o pude enxergar. 
Assim como todos, eu sei que o vento não se vê. O vento se sente, se escuta e até se cheira. Ele é transparente. Invisível. Mas eu vi o vento. E naquele momento eu pensei em todas as coisas que eu sinto e não vejo. Todas aquelas coisas que fazem tanta diferença na minha vida quanto o vento, porém são intocáveis; inexplicáveis... E o mais importante, tão reais quanto o vento. 
      Pensei nos momentos abatidos da vida, momentos de depressão, momentos esses no qual a alma vai sendo atingida por muitas dúvidas e angústias, que deixam o coração entristecido e o olhar fosco. Problemas que nós mesmos desenvolvemos, que atacam-nos misteriosamente. Não sabemos de onde vêm, para onde vão. A única coisa que sabemos é que eles nos destroem como um furacão destrói uma casa de concreto. A comparação foi inevitável. Esses períodos da vida são furacões, que não vemos, só sentimos. E derrubam os alicerces do nosso ser, com a violência de uma natureza que tem o que dizer, que precisa ser ouvida, sentida, tocada e vista. 
      E quantas não são as vezes em que nos deixamos descarrilar por ódio, paixão ou dor? E quantas não são as vezes em que não lutamos contra esses sentimentos com o argumento de não vê-los? Eles nos destroem, nos derrubam, nos sufocam, nos deixam sem abrigo, sem futuro; sem esperança. 
    Somos covardes demais para nos desligarmos do nosso passado, dos nossos fantasmas, que a nos perseguem e assutam. E nós o deixamos quebrar nossas paredes. Sim, porque somos nós que não nos protegemos contra a força destrutiva dos ventos da vida, somos nós que recusamo-nos a construir uma moradia mais forte para alma. Nós os deixamos varrer nossa dignidade, amor próprio e motivação. 
      Naquele segundo eu quis chorar lágrimas transparentes, que quase invisíveis e, no entando, verdadeiras e presentes. Porque ali, sobre as nuvens eu tive a resposta que os Deuses me prometeram, eu vi o que não se pode ver. E isso me deu a certeza de que a invisibilidade de um sentimento não diminui o perigo que ele representa e que assim como o vento se transforma em furacões e arrasta, machuca e desabriga; também pode acariciar e tornar ainda mais agradáveis as noites de verão. 
     Porque bem e mal andam de mãos dadas em uma só criatura para o equilíbrio das vidas e é preciso saber lidar com eles para reerguer as paredes destruídas. É, eu compreendi que eu deveria refazer os meus alicerces, porque o vento que me jogou no chão mostrava-me sua face pela primeira vez, em sinal de ajuda. Eu me levantei e segui em frente, pois eu enxerguei o impossível... 

E você? Você já viu o vento?

Baixe os livros grátis! Promoção por tempo limitado





Para nos redimir, porque nem "A Lágrima do Dragão de Gelo" nem "Banhee - Os Guardiões" estavam disponíveis para a compra nos últimos dias, nós entramos na promoção da Amazon.

A partir de amanhã, dia 14.05.2013 até sábado, dia 18.05.2013, ambos os livros poderam ser adquiridos na amazon GRATUITAMENTE!

E você? Vai perder essa chance?

Links para a compra:
Banshee - Os Guardiões

A Lágrima do Dragão de Gelo

Não sabe comprar pela Amazon? Sem problemas! Fizemos um Tutorial para você:
Mas como eu compro pela Amazon? Passo a Passo!

Boa semana!

Problemas técnicos!



Bom dia, gente

Eu ando recebendo e-mails com reclamações de que os livros não estão disóníveis para venda! É que eu tive uns probleminhas técnicos com a publicação do e-book dos meus Banshee - Os Guadiões e A Lágrima do Dragão de Gelo.

No momento eles NÃO PODEM SER ADQUIRIDOS, mas eu os probleminhas já estão sendo resolvidos e essa semana eles estarão a venda!

Obrigada pela compreensão.

Novidades sempre aqui no blog ou na nossa página do Facebook Saltoris Atual. Ou nos siga no Twitter @SaltorisAtual. 

Abraços, C.A.Saltoris

domingo, 12 de maio de 2013

Eu não queria ligar, mas liguei

      
       Não, eu não sou fria, a minha mãe acha que eu sou fria, mas não é verdade. É que eu não levo jeito para essas coisas, sabe. Eu não sei como é dizer “meus pêsames”. Que diabos de coisa mais idiota é essa?: “meus pêsames”. Olha, eu sei, por experiência própria, que ninguém gosta de ouvir isso, mas se a gente não fala, o povo reclama. Como é que eu vou saber o que eles querem ouvir? Eu não leio mentes, nem queria, imagina!

       É só pegar a porcaria do telefone e ligar. Eu sei que é assim, mas eu não consigo. Eu acendi um cigarro, mais um do maço da minha amiga. Ela mora comigo, mas viajou, foi visitar a família, coisa que eu nunca faço, porque eu nunca tiro férias. Ela esqueceu a porcaria aqui; eu peguei um e acendi no fogão. 

      Fiquei sacudindo as pernas, sentada no sofá. Era uma tragada, mal dada, porque eu não sei fazer isso, e uma unha que ia embora. Eu olhava para o aparelho e depois olhava para o outro lado. Até que eu liguei. Eu soo bem nervosa, não é? Eu estou nervosa. Sabe quando eu comecei a fumar? Ontem! Quando a minha mãe me falou que... Ai, caramba! Eu nem falei do que se trata, não é? Nem quero falar... Você me perdoa se eu não falar o que aconteceu? Não. É, eu sei que não, eu também não o faria. 

    O problema é que eu tenho medo de tudo. As pessoas confundem o meu medo com indiferença, eu não sou indiferente! Eu me importo com o sentimento alheio, mas eu não sei como lidar com isso. O pior é que isso acontece TODA VEZ! Eu me lembro bem da primeira vez que eu fui a um enterro. Não foi legal, está bem? Eu não gosto de ver pessoas chorando, eu sei lá, daquele jeito... naquele lugar macabro. Aí, uns homens de roupas esquisitas, eu não quero falar mal de coveiros, mas eles me causam arrepios. Detesto esse tipo de cerimônia, situação do comportamento do homem que embrulha o meu estômago. Todo mundo lá, com a bunda no banco da igreja – pode falar bunda aqui? Que se dane! - o finado virou santo de um dia para o outro, ninguém mais tem pecados... todo mundo amigo! Eu fiquei lá observando todos e forçando uma lágrima, mas não saiu nada. 

  Ahhh Eu quero gritar! Eu vou contar do começo, não do começo começo porque aí ia ser uma história muito longa e eu não gosto de falar. Tudo bem, eu gosto de falar, mas não sobre isso. Eu cheguei em casa do trabalho. Eu trabalho igual a uma mula! Daquelas que carregam tudo nas costas. Eu carrego o mundo nas costas, a começar pelo meu chefe, aquele filho de uma mãe preguiçoso, que me deixa fazer o trabalho todo e ganha o mérito e a meleca do dinheiro! Imbecil! Mas esquecendo isso... A minha mãe me ligou. “Tudo bem, filha? “Tudo.” Eu sempre digo que estou bem. “Olha, liga para a sua avó, o seu avô está no hospital. Não está nada bem.” 

     É sempre assim. Muitas pessoas da minha família morreram nos dois últimos anos, uma espécie de praga. A minha mãe fica sabendo da doença, fala pra mim e eu não quero ligar, mas acabo fazendo, e depois sinto um alívio danado quando eles morrem e eu liguei antes. Tudo o que eu não preciso agora é remorso! É isso mesmo! É egoísta, né? Mas você, com certeza, já pensou nisso também, fala a verdade. Mas nesses casos, quem morria era sempre o avô dos outros, nunca o meu. Tudo bem que eu não acreditei que ele estava mesmo muito doente. 

     A minha mãe é exagerada demais e... eu não acreditei, eu não quis acreditar. Eu não levei a sério. Eu não acho a morte uma coisa tão absurda assim e nem o nascimento uma coisa tão linda. A vida é assim: você nasce e aí um dia você morre, porque é como as coisas funcionam mesmo e não tem jeito.

    Não, eu não liguei para a minha avó segundos depois que a minha mãe desligou. Eu fui tomar banho, eu fui comer, eu fui checar os meus e-mails. Mas chegou o momento em que não tinha mais nada “urgente” para fazer. Foi quando eu pensei que a minha avó estaria esperando esse telefonema, esperando que eu quisesse saber como eles estão, eperando pela minha atenção. Mas eu me tornei tão egoísta nesses últimos tempos. Não, sinceramente, a minha avó é muito chata. Não, certo, ela não é chata! Mas ela fala muito da vida dos outros, eu não gosto disso. Detesto gente “fifi”! Por isso eu demoro tanto tempo pra ligar pra ela, e sempre invento uma desculpa esfarrapada, digo que não tenho tempo. Mas todo mundo tem, nem que seja, cinco minutos, mas ninguém toma esse tempo. Eu disquei o número, sem muita vontade, mais “fazendo a minha obrigação” que qualquer outra coisa. “Alô.” Ela soava cansada. Nossa, como ela envelheceu! “Oi, vó. Sou eu.” “Oh, minha querida.” Eu confesso que isso sempre me deixa feliz. 

   
 “Oi, vó. Eu liguei pra saber do vô. Como ele está?” E ela me falou sobre sua condição e sobre o hospital e falou da sua própria osteoporose e perguntou muitas coisas sobre mim. Eu cheguei a falar com o meu avô quando ele acordou. Ele ficou tão alegre em falar comigo que fez com que eu me sentisse um monstro! Depois de alguns minutos eu descobri que eu gostava de conversar com eles e que sentia saudades. Eu desliguei e em alguns minutos todos os bons sentimentos foram apagados pela lembrança do trabalho, pela TV e pelo amanhã. Estranhamente eu não senti a sensação de “missão cumprida” como sempre sinto quando falo com um doente. Antes de eu ir dormir o telefone tocou mais uma vez.

     “Ai, filha... o seu avô...” Eu sabia o que a minha mãe quis dizer, atrapalhada por seus soluços. E como doeu! As minhas pernas bamberam, eu caí no chão e soltei um grito. Quandos meus berros cessaram eu peguei um cigarro e acendi, eu não fumo, mas fumei. Depois disso não sei o que aconteceu, não sei onde o telefone foi parar e nem sei como e quando eu dormi. No outro dia eu não fui trabalhar e o momento de ligar para casa chegou. Eu fumei. É, eu também percebi que fiquei mais calma. É a dor. Sim, eu estive no enterro. Eu participei daquele ritual humano que eu odeio. Eu sentei. Eu chorei como todos eles. Agora você está esperando que eu diga que eu aprendi alguma coisa... 

      Sinto muito te decepcionar, mas eu só fiz a minha parte. Eu não queria ligar, mas liguei.

sábado, 11 de maio de 2013

Lançamento de Banshee - Os Guardiões



Olá gente,

O livro ficou online e eu estava dormindo! Nem fui a primeira a comprar! hahahahaah

Por R$ 6,31 no Amazon Kindle Store. http://tinyurl.com/c3sb5hj

Para livros impressos, eu peço um pouquinho só de paciência. Estou resolvendo isso com o amazon, mas eu sei que dá pra fazer. Para quem quer o e-book, ele já está disponível.

Trailer do livro no youtube: http://www.youtube.com/watch?v=9PceET4TPc0


Sinope para quem não conhece:

Em meio à escuridão, a estrela mais bela do Universo evoluiu, transformando-se em um exemplar feminino de intenso poder. Dominada por uma força maior do que a mente é capaz imaginar, ao ver sua imagem refletida, apaixonou-se por ela mesma. O que de fato via era uma outra versão de si, que ao sair de seu corpo tornou-se mais masculina. Os seres divinos amaram-se, tomados pelo poder dos poderes. 
        Do amor dos dois, a Deusa dá à luz a uma infinidade de faíscas de energia, que se espalham pelo Universo, formando as galáxias, os planetas e as diversas dimensões paralelas. As luzes viraram criaturas, cada qual com sua particularidade, cada qual com seu talentos e dons, dentro dos mundos que nasciam. E juntos construíram Nitzará, o Reino dos Deuses Criadores. 
     A medida que essas criaturas ficavam mais inteligentes, questionavam-se a respeito de sua origem e seus deuses. Até que um grupo em especial descobriu o valor do Amor, o poder incomparável e sem fim que ele possuía e as vantagens que os Criadores tinham ao mantê-lo sob sua guarda. Uma rebelião contra os Deuses da Criação foi iniciada, o seu líder trazia consigo o lado mais escuro de sua mãe, o mal e a crueldade. Fundou Deímanon, o Reino das Trevas, nomeou a si mesmo Sanerán, e com sua perspicácia convenceu outros a juntarem-se a ele, convocando um exército e transformando-se, assim, no Deus da Escuridão. (..)

Divirtam-se e muito obrigada pelo carinho!
Qualquer coisa me escreva por aqui ou na página do Facebook Saltoris Atual ou no Twitter SaltorisAtual!

Beijos e bom dia!